Igreja Batista Regular Ebenézer

"Até aqui nos ajudou o Senhor!"

Café com André: 13/12/2014

2e5b7b6cae1e407185891891dcc7674a

Bom dia! Após uns dias de silêncio, mais um Café com André!

Vamos começar com uma pesquisa não muito agradável.

Segundo o Brasil Post, o Brasil tem o maior número absoluto de homicídios no mundo. O que falta do artigo: qualquer reconhecimento que as filosofias humanistas que dominam a sociedade–e principalmente a educação–ao longo das últimas décadas têm algo a ver com a situação da atualidade.

Enquanto isso…

armas

Via Facebook

E falando em pesquisas…

…esta é talvez a pesquisa mais previsível de todos os tempos.

Homens Sufocados

Numa entrevista concedida à Revista Veja, a filósofa americana lésbica (!) Camille Paglia fala sobre o efeito devastadora que o feminismo moderno tem causado nos homens…e nas mulheres. Uns trechos interessantes:

As mulheres, porém, reinam nos domínios emocional e psicológico. Valores femininos como cooperação, sensibilidade e compromisso hoje são promovidos em todas as escolas públicas dos Estados Unidos e do Reino Unido.

Fico preocupada com isso. Não é responsabilidade escolar moldar ou influenciar o caráter dos alunos. Então, sim, há uma vitória feminina no sistema de educação, e é por isso que tantos meninos se sentem sufocados ou presos nesse ambiente governado por mulheres.

E mais…

Há um grande desentendimento no casamento moderno porque mulheres e homens não têm tanto em comum assim. Quando nasce uma criança, então, o homem é marginalizado. Pode escolher entre escapar de casa e ser apenas mais um dos planetas orbitando ao redor do “Sol”.

Famílias de classe média são basicamente ambientes femininos. Tudo é bom e gentil, e os homens têm de mudar seu comportamento para se encaixar nelas.

As mulheres pedem a eles que sejam o que não são e, quando eles se tornam o que não são, elas não os querem mais. “Ah, meu marido é meu terceiro filho, é meu bebê.”

Ouvimos isso o tempo todo.

O problema número 1 é que as mulheres não estão receptivas aos homens.

Elas precisam ouvi-los. O feminismo é duro demais com eles.

E qual é o resultado nisto na vida de uma nação?

No que diz respeito aos governos ocidentais, por exemplo, a tendência é agirem no estilo “estado-babá”, cheios de complacência e cuidados, atributos associados ao universo feminino. Só que isso está incapacitando as nações de ficar seriamente em alerta contra as ameaças do terrorismo, por exemplo. As sociedades ocidentais são ingênuas e complacentes ao imaginar que todo mundo é naturalmente benevolente.

Várias grandes civilizações entraram em colapso por se apresentar vulneráveis. A compaixão e a sensibilidade femininas são virtudes positivas, mas as maiores conquistas nas áreas de cultura e tecnologia ainda requerem certos traços masculinos, bem como planejar a defesa de uma sociedade sob ameaça de ataque.

E por fim, uma concessão incrível quanto a felicidade da mulher.

Bem, achar que as mulheres profissionalmente bem-sucedidas são o ponto máximo da raça humana é ridículo. Vejo tantas delas sem filhos porque acreditaram que podiam ter tudo: ser bem-sucedidas e mães aos 40 anos. Minha geração inteira deu de cara com a parede. Quando chegarmos aos 70, 80 anos, acredito que a felicidade não estará com as ricas e poderosas, mas com as mulheres de classe média que conseguiram produzir grandes famílias.

Se um pastor evangélico falasse assim…

Um Aviso…

Se você acha que o poder político é permanente, veja essa Imagem que veio daqui de São Luís, através do blog do Luís Pablo.

Leões-e1418265842788

Daniel 2:21 é instrutivo.

Outro Aviso…

Para aqueles cujo ídolo é a mídia social, o cartunista evangélico Adam Ford reproduz uma alerta que veio do Pastor John Piper:

2014-12-10-time1

Tradução: “Uma das grandes utilidades de Twitter e Facebook será provar–no dia final–que falta de oração não era resultado de falta de tempo.”

Intervalo Musical

Na última edição destacamos um flashmob da banda do exercito brasileiro. Hoje, é a vez da força aérea americana.

Café com André: 8/12/2014

2e5b7b6cae1e407185891891dcc7674a

Desejamos a todos uma boa feriada! Seguem alguns links e comentários para a sua edificação.

Vamos orar…

…pelos moradores das ilhas Filipinas, prestes a serem atingidos por um tufão gigantesco. Existem muitos cristãos, igrejas, missionários, e ministérios no caminho deste desastre natural.

E também vamos lembrar…

Que desastres não vem apenas para países subdesenvolvidas. As cenas deste incêndio em Los Angeles trazem a mente a destruição de Sodoma e Gomorra. Quando Deus decidir julgar, a tecnologia humana não será impedimento.

Mas falando em julgamento…

Por favor, vamos lembrar que o julgamento pertence a Deus, e não aos crentes. Assim evitemos o desastre do pastor norteamericano doido que disse que o mundo poderia ser livre da AIDS se matasse todos os homossexuais–de acordo com o Antigo Testamento.

Alguns pontos importantes:

1. Os que estavam na Ebenézer ontem vão poder responder facilmente, que nós não estamos sob o regime da Antiga Aliança, e sim da Nova. E graças a Deus por isso!

2. Nossa missão não é de matar os pecadores, e sim de levar a eles as boas novas do Evangelho. Não é a primeira vez na história do cristianismo que os seguidores de Jesus enfrentam perversão e doença com amor e caridade.

3. Se algum crente “se acha” diante dos homossexuais, as palavras assim foram alguns de vocês em I Coríntios 6:11 deve tirar isso de nós. Todos nós somos apenas pecadores redimidos…e quem somos nós para falarmos em exterminar outros pecadores?

4. O mesmo pastor é famoso por ter feito uma “exposição” sobre a importância do homem fazer xixi em pé…assim demonstrando o nível de suas qualificações de ocupar o púlpito.

E quando concentramos em nossos pecados e não nos pecados dos outros…

…entendemos que o negócio tá feio. O blogueiro prolífico (e canadense) Tim Challies acaba de publicar um artigo bastante proveitoso onde ele apresenta quatro “temporadas” onde o crente enfrenta tentação. São estas (tradução livre)

1. Uma temporada de prosperidade

2. Uma temporada de formalidade espiritual

3. Uma temporada de estasia espiritual

4. Uma temporada de auto-confiança

Todos nós passamos por estas temporadas da vida…que sejamos alertas ao perigo!

E falando em perigo…

Parece que os EUA enviaram terroristas, anteriormente presos em Guantanamo, para Uruguai. O que pode dar errado? Vamos terminar hoje num tom de felicidade…

…glorificando a Deus pelos talentos que ele dá aos seres humanos, até aos mais novos.

(via 22 Words)

Um Presente Desprezado, parte 2: O evangelho não é um produto

dad

Um Presente Desprezado é uma série de artigos do Pr. Harold Comings, pai do Pr. André, na qual ele aborda os assuntos de evangelho, graça e misericórdia. Artigo original no inglês, traduzido pelo Pr. André

Não há desculpa para a má pregação. Também não há qualquer justificação para uma igreja hostil ou hipócrita. No entanto, o motivo não é o que pensamos na cultura de hoje. Boa pregação e uma atmosfera amigável e humilde na igreja não são “ferramentas” para o crescimento da igreja, nem embalagens para a venda de um produto a uma base de consumidores.

Essa questão de embalagem é mais importante e sinistro do que queremos entender. Se realmente a entendemos, também percebemos nossa vulnerabilidade e a hipocrisia de tentar “entrar no jogo”. Um amigo que trabalha para uma grande corporação disse algo como isso há pouco tempo atrás, “Nossa empresa tinha uma reputação de fazer um produto confiável. Agora, o nome do jogo é como cortar custos na produção, para que possamos ganhar dinheiro na embalagem.” Um amigo em outro país descreveu um homem que plantava cenouras, não por causa da venda de cenouras, mas como um meio de vender as embalagens nas quais foram fretadas. Foi aí onde ficava o dinheiro.

A força motriz por trás de boa pregação não é a edificação de uma clientela ou a criação de um monumento. A força motriz é a misericórdia de Deus, recebido pelo pregador que faz com que ele quer expressar Deus e a Palavra de Deus na sua realidade plena e dinâmica. Seu coração é o mesmo de certo homem que disse que ele era “um homem moribundo pregando aos homens moribundos.

A força motriz por trás de uma congregação amigável e humilde não é convencer os clientes de que possue um bom produto. É, antes, a atmosfera natural dos indivíduos que receberam a misericórdia de Deus e, junto com ela, o Espírito de Deus que cria neles uma dedicação feróz à verdade, uma conexão lógica uns aos outros como receptores de misericórdia e uma empatia para aqueles que precisam da mesma misericórdia, embora a maioria não queiram isso.

Artigo anterior: Fomos avisados.

Próximo artigo: Porque queremos que a graça seja uma embalagem.

Café com André: 4/12/2014

Uma série onde o Pr. André comenta sobre algumas das notícias de hoje através de uma cosmo-visão cristã, bíblica, e teológica.

2e5b7b6cae1e407185891891dcc7674a

Ironia do Dia

O papa, um sujeito que diz falar com a voz de Deus, acaba de demitir um comandante de sua guarda pessoal por “autoritarismo”.

Sem comentário.

Na categoria de “ficamos todos loucos de vez”…

…existe um movimento para dar o “direito” aos homosexuais ativos–um dos demográficos que corre mais risco de AIDS a doarem sangue. À minha mente vem Romanos 1:22.

Mudando de Assunto

Meu amigo Marcos Melo, do blog Compartilhando, tem o seguinte a dizer sobre a recompensa dos crentes:

Para o cristão, ter momentos em que pode desfrutar da comunhão com Deus em oração e comunhão com Sua Palavra é uma recompensa que dispensa qualquer outra satisfação nesta vida. Ser nutrido e alimentado pelas verdades eternas que aprimoram os nossos valores, é uma recompensa que nenhum louvor humano pode substituir. Mais uma maravilhosa recompensa: quando observamos o caráter de Cristo sendo formado em nós por conta do agir santificador de Deus. Não há recompensa maior do que sermos “herdeiros de Deus e co-herdeiros com Cristo” (Rm. 8:17).

Infelizmente, outras ideias sobre a recompensa são comuns no meio cristão.

Por exemplo…

Conrad Mbewe–que já palestrou aqui em São Luís–é um pastor africano que lamenta a aceitação do evangelho da prosperidade no seu país. Num poste com o título “Será que a igreja evangélica na África está realmente glorificando a Deus?” ele faz 10 perguntas…perguntas que podem ser muito bem aplicadas aqui no Brasil também. O artigo é em inglês, mas resumo as perguntas aqui:

1. Estamos glorificando a Deus quando dizemos experimentar milagres que realmente não existem?

2. Estamos glorificando a Deus quando falamos em línguas que não podem ser interpretadas?

3. Estamos glorificando a Deus quando reduzimos os benefícios do evangelho em mais riqueza e melhor saúde?

4. Estamos glorificando a Deus quando abandonamos a pregação de arrependimento em favor do discurso de motivação?

5. Estamos glorificando a Deus quando escondemos a corrupção de lobos espirituais devorando almas vulneráveis?

6. Estamos glorificando a Deus quando reduzimos a verdade ao mínimo ao favor da união cristã?

7. Estamos glorificando a Deus quando adoramos a Deus com música sem sentido e dança sensual?

8. Estamos glorificando a Deus quando “mandar”, “declarar”, e “determinar” tomam o lugar de petições humildes em oração?

9. Estamos glorificando a Deus quando enchemos nosso rol de membros com bodes e expulsamos a disciplina eclesiástica?

10. Estamos glorificando a Deus quando temos mulheres pregando enquanto os homens sentam nos bancos e as escutam?

E então eu pergunto: tem algo nesta lista que não se aplica ao evangelicalismo brasileiro?

E não é só Brasil e África

O site Genizah traz esta notícia dos EUA, onde a Victoria Osteen, esposa do pastor famosíssimo Joel Osteen, fala que as pessoas não devem ir ao culto para adorarem a Deus, e sim para o seu próprio prazer.

Heresia pura…mas coisa da cotidiana pelos “pastores” Osteen.

Por fim, porque depois desta estou precisando de uma distração, deixo vocês com isso…

A banda do exército brasileiro tocando, num shopping em Porto Alegre, um clássico dos anos 70.

Um Presente Desprezado, Parte 1: Fomos Avisados

dad“Um Presente Desprezado” é uma série de artigos escritos pelo Pastor Harold Comings, pai do Pr. André, que tratam dos assuntos do evangelho, da graça e misericórdia de Deus. Apareceram originalmente no seu blog em inglês, e estão aqui traduzidos para o português pelo Pr. André.

À medida que nos aproximamos de 2017 deve haver uma celebração para o sexagésimo aniversário do livro de Vance Packard, “The Hidden Persuaders” (Os Persuasivos Escondidos). Por pelo menos um ano, deverá ser incluso como leitura obrigatória para todos os cursos de História Americana do ensino médio e de cada matéria de seminário sobre ministério. Ele ainda está em impressão, e na longa introdução do aniversário quinquagésimo, escrito pelo Mark Crispin Miller encontramos esta recomendação:

O livro é assustador na sua presciência. Estudar o bazar nacional, e alguns de seus principais planejadores, há meio século, Packard viu o início das tendências e práticas que têm por agora forjado terrível destruição em nossas vidas, nossas mentes, nossa política, nossa cultura e do nosso planeta …. uma nação construída para fazer compras não pode perdurar como uma democracia.

Nós não podemos dizer que não fomos avisados.

Entre os vários para-instances, Miller inclui o uso de pesquisa de marketing para encher igrejas e aguçar sermões.

Eu não tenho problema nenhum com cursos destinados a ajudar as igrejas a se avaliarem biblicamente na esperança do crescimento eclesiástico; e eu tenho ideias para melhorar, biblicamente, os sermões; mas a palavra-chave é “biblicamente.” Há, no entanto, um detalhe sutil de um problema na expressão “na esperança do crescimento da igreja.”

Deus não tem dificuldades em edificar sua igreja. Jerusalém do primeiro século e China no século XXI atestam o fato de que Ele é muito capaz. O problema para qualquer igreja local é certificar se está andando com Ele, de tal forma a estar disponível para ser usada por Ele em sua comunidade como lhe aprouver. Essa disponibilidade tem a ver com ser uma luz (verdade doutrinária) e fazer o bem (o que a Bíblia identifica). Isso é importante para entender no meio de uma cultura “cristã” impulsionado pela idéia de que o crescimento da igreja e boa pregação tem que fazer com que satisfaça as exigências de uma “base de consumidores.”

Próximo artigo na série: O evangelho não é um produto.

Café com André: 1/12/2014

Uma nova série neste blog, onde o Pr. André comenta sobre algumas das notícias de hoje através de uma cosmo-visão cristã, bíblica, e teológica.

2e5b7b6cae1e407185891891dcc7674a

Puritano do Dia

O site de apologética Berianos postou uma tradução de um texto do grande puritano John Owen. Vale a pena ler o artigo todo. Segue apenas um trecho:

O propósito do nosso santo e justo Deus foi o de salvar a Igreja, mas o pecado dos Seus remidos não podia ficar impune. Foi necessário, então, que a punição para aquele pecado fosse transferida daqueles que a mereciam, mas não podiam suportá-la para Aquele que não a merecia, porém poderia suportá-la.

A Grande Lição do “Chapolin”

chapolin

Me impressionei com o tanto de afeto, gratidão, e saudades expressados na ocasião do falecimento do grande Roberto Gómez Bolaños, famoso pelo seu papel de Chapolin Colorado e Chavez na TV mexicana. Isso deve ser uma lição para os que estão procurando espaço no mundo do entretenimento: aqueles atores que atingem mais sucesso, que realmente capturam o coração do público, não precisam recorrer a baixaria e sujeira.

Intervalo Musical

Uma das melodias mais lindas que já ouvi…tocada, é claro, no saxofone.

De Olho nos EUA

ferguson-riots

Talvez você esteja acompanhando a anarquia que está tomando conta dos EUA esses dias por causa de tensões raciais. Veja as palavras sábias que apareceram em uma conta no Facebook:

…no final das contas, o problema não é um problema de PELE, e sim de PECADO. PECADO é o motivo pelo qual nos rebelamos contra a autoridade. PECADO é o motivo pelo qual abusamos da nossa autoridade. PECADO é o motivo pelo qual somos racistas, preconceituosos, e mentimos para dar cobertura para os nossos. PECADO é o motivo que nos revoltamos, saqueamos, e tocamos fogo. POREM ESTOU ENCORAJADO porque Deus providenciou uma solução para o pecado através do seu filho Jesus, e, com esta solução, coração e mente transformados, capazes de ignorar o exterior e ver o que é verdadeiramente importante em cada ser humano.

Nada mal para um jogador de futebol americano.

O Café com André de hoje para por aqui. Deixem aqui suas perguntas ou comentários.

Se alguma coisa aqui lhe edificou, porque não compartilhar?

Atualizando o Site

O nosso site tem “dormido” por um tempo, mas está prestes a voltar ao ativo. Aguardem!

Enquanto isso, a nossa página no Facebook está sendo atualizada diariamente!

Dia das Crianças

No dia das crianças a Congregação Batista Regular Ebenézer, em cooperação com a Igreja Batista Regular Boas Novas, realizou uma atividade infantil numa chácara.  Foi um enorme sucesso!  Vejam as fotos:

DSCN3112

DSCN3109

DSCN3099

DSCN3098

DSCN3090

DSCN3121

DSCN3240

DSCN3192

DSCN3177

DSCN3171

DSCN3170

DSCN3165

DSCN3162

Evangelismo em Bom Gosto

Uma das bênçãos maiores dos últimos meses da vida da congregação tem sido o ponto de pregação que abriu na comunidade de Bom Gosto, próximo ao Morros.  Ontem fizemos mais uma viagem pra lá, e Deus abençoou muito nosso tempo lá.  Pastor Izaías, da Primeira Igreja Batista Regular de São Luís, foi o preleitor.  As senhoras da congregação levaram roupas para vender–com todo o dineiro arrecadado sendo para ajudar crianças a irem no retiro no Dia das Crianças.

Vejam as fotos do evento:

DSCN3069

DSCN3068

DSCN3065

DSCN3064

DSCN3062

DSCN3061

DSCN3060

Feliz Aniversário Ebenézer!

No dia 15 de setembro a Congregação Batista Regular Ebenézer celebrou 1 ano de existéncia.  Confere em baixo algumas fotos do evento:

Imagem

Imagem

Imagem

Ainda estamos a procura de mais fotos…inclusive uma foto do grupo que estava lá.

Navegação de Posts

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.